Resenha: #PartiuBALADA

Processed with VSCO with a5 preset

Sinopse: Alice é uma menina americana, virgem, recatada, estudiosa e determinada, que se muda para Manhattan com o objetivo de realizar o seu maior sonho: estudar moda na Universidade Fashion Institute of Technology .

Em poucas semanas de aula Alice se depara, na Universidade, com a sua ídola Annalise Montoya a maior blogueira fashionista dos últimos tempos . Em questão de pouco tempo as duas se tornam melhores amigas.

Annalise e a sua galera, propiciam a Alice um experiência única, em um mundo fantasioso, sem limites, regado a badalações, viagens, luxo, sustentado pela total inversão de valores.

Com isso, Alice se perde no deslumbre e acaba violando alguns dos seus princípios pessoais ensinados ano após ano, por pais.

I’m Back bitcheeeees. Vocês devem estar se perguntando o motivo de estar de volta se eu não sai, não é mesmo? Então, domingo aconteceu um incidente e meu celular entrou em coma, eu não desacreditei em sua recuperação e fiz de tudo pra que ele vivesse. O risco era de perder tudo o que eu tinha no celular (32gb de memória interna) e perder também minha fonte, a câmera que uso pra tirar as fotos do blog e do instagram e pra filmar meus videos do youtube. Fiquei tão desesperada que criei uma teoria sobre o problema, e não é que funcionou? Depois da minha atualização de situação… vamos para a resenha!

Quem nunca sonhou com uma vida de festas? Uma vida só de farra e fama, sem precisar fazer mais nada. Bebidas, fama, festas, luxo… acho que todos nós já sonhamos com isso. Nunca paramos para pensar em que nos tornaríamos e esse livro vai nos mostrar os dois lados da moeda.

“Ressaca é igual à saudade, se você sente é porque valeu a pena”

Quando peguei nesse livro, coloquei toda a expectativa possível porque além da capa maravilhosa, pareceu ser o tipo de história que eu gostaria muito. Inclusive, li em algum lugar que os fãs de Gossip Girl adorariam, e era isso que eu esperava. No início tomei um choque de realidade, nunca tinha analisado por esse ponto, mas os personagens eram muito imaturos (de Gossip Girl) e esse livro mudou um pouco minha visão.

“A maioria das pessoas são tão artificiais…”

Acho que por trás de toda a história, a Stephanie quis passar uma mensagem aos leitores, como se usasse o livro como uma metáfora (eu acho que já disse isso em outra resenha haha). Claro que uma vida de festas e fama é o sonho de qualquer um, pensamos apenas nos pontos positivos, a diversão. Mas, por outro lado, há a questão de se tornar alguém mais superficial que unha postiça e isso foi o que eu mais reparei nos personagens do livro.

Somos apresentados a Alice, a garota perfeitinha que sonha em cursar Moda, o que se contrapõe ao que seus pais querem. Ela consegue o consentimento deles por ter se mostrado madura o suficiente para sair da sua cidade e ir para New York. Logo no começo ela é uma aluna exemplar, participa de Workshops e grupos de estudo. Isso dura pouco, até Alice conhecer a famosa Annalise e entrar para a galera Porsche.

Como qualquer um faria, Alice se deixa levar pela vida perfeita de Annalise e seus amigos, ela pula de cabeça nesse mundo. Acaba deixando suas obrigações de lado e deixando de ser a garota perfeitinha. Ela está totalmente cega com as luzes que aquela vida pode emitir, não consegue pensar que isso pode prejudica-la.

“Entretanto, o maior sofrimento de Alice é ter a completa ciência, que em questão de poucos meses, ela tinha violado a maioria dos ensinamentos acerca dos valores éticos, morais que seus pais cuidadosamente a ensinaram ao longo dos seus 20 anos”

Os personagens são mais artificiais que tudo, mas só nos damos conta disso depois de mais da metade do livro, até então eles são as melhores pessoas do mundo para Alice. Só percebemos como são imaturos e fúteis quando coisas inesperadas e fora do seu cotidiano acontecem.

Uma coisa que me incomodou um pouco foi a linguagem do livro. Certo, as pessoas podem até falar desse jeito, mas ler as palavras com esses exageros (letras maiúsculas o tempo todo, repetição de letras na palavra para enfatizar) cansa. Acho que isso também restringe o público que vai ler o livro, acho bem difícil que um menino leia esse livro sem falar que é de “mulherzinha”. A autora usa muito aquele famoso vocabulário de patricinhas de filmes americanos. Outro fato que deixou o livro cansativo é que ele é dividido em apenas 3 capítulos, li ele em uma tarde, mas para as pessoas que demoram um pouco mais, acaba ficando muito cansativo.

Fiquei surpresa com a forma que a autora nos ensinou a valorizar as amizades corretas, ela fez isso sem ao menos perceber. Só nos tocamos disso quando terminamos o livro e analisamos a situação. Quem estava lá para qualquer coisa? Quem foi com ela até o final? Acho que devemos nos fazer essas perguntas na nossa vida.

“Quem nos levará a sério quando estamos nós tão distantes do que éramos?”

O final do livro foi bem melhor do que eu esperava, não foi nada clichê mesmo sendo um final comum. Como isso pode acontecer?  A autora mexeu com os acontecimentos que não esperávamos e todos fomos surpreendidos. Enfim, eu super recomendo esse livro, especialmente aos fãs de Gossip Girl como eu, o universo de ambos é bem parecido.

-M

 

12 comentários em “Resenha: #PartiuBALADA

  1. Gostei da capa também. Parece roteiro de filme da sessão da tarde, não sei se leria, mas já vi muitos filmes assim hahaha. Tirando a linguagem, que imagino que seja bem direcionada ao público adolescente, parece ser uma leitura bem divertida 😀

    ourbravenewblog.weebly.com

    Curtir

  2. Gostei muito da capa, adoro livros meio adolescentes sabia kkk, confesso que quando li a resenha veio de imediato Gossip Girl na minha mente e uma mistura das experiências vividas pela Blair ( pelo fato de estudar moda) e Serena ( pelas bebedeiras e badalações) confesso que adorei sua resenha, e espero em breve poder ler ❤
    Beijos
    leitoresjardimliterario.blogspot.com.br

    Curtir

  3. Essa capa é tão bonita *-*.A história parece bem aquelas de filmes americanos,mas mesmo assim eu quero ler.Adorei tua resenha e os pontos que tu abordou,espero que em breve eu consiga ler.Obrigado pela dica.

    Curtir

  4. Nique e seu dom inegável de fazer com a gente deseje tanto ler um livro.
    Amei a capa, o enredo parece ser meio cliche, mas mesmo assim me deu vontade de ler. So espero ter dinheiro suficiente pra comprar todos os livros que vc indica e que eu gosto. Kkkk
    Bjosss!!!
    Adorei a resenha como sempre!!!

    Curtir

  5. Realmente a história toda em si me lembrou bastante Gossip Girl, o que é ótimo ja que eu amo a série. Esse livro já está na minha listinha de livros da chiado, então logo vou poder ler e dar uma opinião sobre. Mas o livro ter só 3 capítulos me incomodou. Tenho “toc” de só parar a leitura no fim de um capítulo, então ne…
    Mas a sua resenha ficou incrível.
    Beijinhos da Fran
    insidethebookssite.wordpress.com

    Curtir

  6. Gostei da capa. Parece filme da sessão da tarde, não leria, mas já vi muitos filmes assim mudando que pelo que eu li a linguagem e direcionada ao público adolescente, parece ser uma leitura legal

    Curtir

  7. Oie!!!
    Apesar de parecer ser apenas mais um livro para adolescentes e jovens, ele parece conter muitos “ensinamentos”, tais como: “as escolhas que fazemos têm consequências”, “tuas amizades falam muito sobre você”, “ter responsabilidade” e outros conselhos que vindos dos pais e de parentes mais vehos muitas vezes são ignorados e que na roupagem deste livro com capa e jeito moderno talvez seja ouvido. Mas qye na verdade devem ser seguidos por toda a nossa vida.
    Achei bem interessante a temática e que bom que você gostou e inclusive recomenda a leitura!
    Bjinhos 😉

    Curtir

  8. Nique, que bom que deu tudo certo, adoro tuas resenhas! E fico feliz que não perdeu nada e não teve nenhum prejuízo. Bom, eu curti muito Gossip Girl (apesar de ter que voltar a assistir, porque não terminei :(). Enfim, esse parece um livro bem descontraído pelo tema e título, e gosto de ler livros assim pois passam o tempo e nos acrescentam algo de forma leve e bem humorada. Em relação a linguagem, costumo ser bem chata, até aceito vez ou outra repetições para dar ênfase, porém tudo em exagero tira um pouco da qualidade. Eu não sei se é porque é distante da nossa realidade, mas essas patricinhas de filmes e os diálogos e tal pra mim são muito irritantes, então seria um ponto negativo a meu ver e como você disse, o livro pode ser considerado por garotos como de “mulherzinha”. Mas as quotes e a sinopse são atrativas, e tenho certeza de que é bom dar a ele uma chance.

    Parabéns pela resenha!

    Beijos, Carol
    Blog com V.

    Curtir

  9. Oi Nique! Espero que o seu celular (que aqui em Portugal chamamos “telemóvel”) esteja melhor!
    Também achei a capa do livro bem bonita, e nunca tinha visto um titulo com hashtag antes. Identifico-me bastante com a persoagem principal pois também gostava imenso de um dia seguir moda e ser designer ou algo do género. Achei muito fixe que no livro mostrem estes dois lados da moeda, dando a conhecer não só o lado bom da vida que a personagem leva, mas também o lado mau de fazer certas opções na vida. Nunca assisti a Gossip Girl, mas acho que vou procurar se este livro está traduzido e publicado cá em Portugal para ler!
    Beijinhos!

    https://euliaeleio.blogspot.pt/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s